Mais um.

Mais um ano não é, meu pai, e agora vejo-os a correr é incrível e ao mesmo tempo terrível, nunca imaginei ver o tempo passar tão rápido, como se os dias voassem, parece que tudo acelerou.
Sei que estás aí, sei que sabes o que eu passo e eu tenho imensas saudades tuas, sei que também sabes isso, vês como o tempo passou ? Tens uma neta linda e não tarda terás mais uma!
Talvez me tenha tornado uma mulher, mesmo assim ainda tenho inseguranças, mas quem não tem? Ainda me sinto fraca muitas vezes, mas sei que estarás aí a apoiar-me, sei que muitas vezes quando me sinto só, não estou.
Eu tento ser forte, acredita que eu tento, as vezes só é difícil. Mas darei sempre o meu melhor, obrigada por tudo meu herói por me ensinares tanto e por mesmo longe estarás sempre perto. Meu pai, meu herói! Iloveyou ♥

Sim eu sei, eu sei, digo e torno a dizer, repito as vezes que forem preciso, mas tenho e terei de ouvir uma e outra vez, vezes sem conta com um sorriso falso, com um sorriso forçado, já bastante forçado.
Sim, claro, exacto, volto a repetir como se uma faca me atravessa-se sempre que o fazem, sempre que o dizem e voltam a repetir, tens que fazer isto, tens que fazer aquilo, porque é que foi assim, têm de ter mais cuidado, não têm nada, são jovens não sabem o que fazem, não vão conseguir, não te vais conseguir aguentar, tens que fazer isto, tens que fazer aquilo, é tudo caro, não vão conseguir manter uma casa, NÃO, NÃO e NÃO. Ai se soubessem, se soubessem quão é infinita a minha felicidade, ai se soubessem, se soubessem não falariam de dinheiro como se fosse tudo, como se não houvesse sequer amor, como se fossem apenas duas crianças vindas ao mundo por azar, ai se soubessem, ai se eu não me calasse eu calaria o mundo.
E agora pergunto eu, já me perguntaste o tamanho da minha felicidade ao invés de me perguntares que dinheiro eu tenho?
Já me perguntaste se estou bem, ao invés de me dizer que estou assim e assada?
Já me perguntaste o que eu realmente acho ao invés de dizeres constantemente que é cedo, que sou muito nova, que com este andar faço uma equipa de futebol?
Não é fácil, esgota uma pessoa, esgotam mesmo esses comentários desnecessários, esgotam-me mentalmente, admito ando cansada fisicamente, sim ando, mas importas-te mesmo com isso? Não é fácil a minha filha está a aprender a andar e eu estou grávida, já com uma barriga bem visível, tenho que fazer esforços como qualquer mãe com uma criança desta idade, mas acredita não me cansa tanto como mentalmente estou por comentários assim, e fica descansada que do meu cansaço eu cuido bem, sou eu que vou cuidar da minha vida, das minhas filhas, sou eu! Sou eu que vou correr atrás delas, sou eu que vou brincar com elas sempre que poder, sou eu que as vou educar e dar de comer, sou eu! Eu não te vou pedir ajuda, e muito menos dinheiro, não te vou pedir nada, aliás só vou pedir que te cales, que cuides da tua vida, porque se soubesses a felicidade que trago comigo, que mesmo esgotada acordo sempre com o melhor sorriso do mundo este verdadeiro, que eu faria tudo como fiz, não mudaria nadinha de nada.
Mesmo estafada eu estou bem, estou feliz, só dói esses comentários infelizes, esses "mandar a baixo", fico sem saber o que fazer, tento ser educada, mas dói, dói cada vez mais.
Deixem-me estar, eu estou bem, se eu precisar eu peço e felizmente até hoje nunca foi preciso, a minha filha sempre teve tudo, nunca lhe faltou nada e no que depender de nós não faltará nada ás nossas filhas. Obrigada pelas opiniões mas são desnecessárias.



HB daddy

Parabéns meu pai, atrasados aqui mas como sempre foram dados no dia,  este ano está a ser diferente, uma nova etapa para mim mas não muda as saudades. Vais ser avô, já viste? Tenho pena que não possa viver esta nova aventura também a teu lado, mas sei que todos os dias me dás força para mais um passo,  tenho saudades tenho muitas mesmo. Vai chamar-se Francisca a tua neta,  e espero ser uma boa mãe e dar-lhe a educação que tu e a mãe me deram.  Farei, e darei o melhor de mim por ela, como sempre fizeste por nós. 
Meu pai vais continuar a ser o meu herói, serás sempre. E eu amo-te e amarei como sempre amei.

E seriam 29, e não foram só 29, foram vinte e nove meses de alegria a teu lado, os melhores momentos que alguma vez tive, foi um sonho que tive a possibilidade de viver, foi o melhor acordar e o melhor adormecer que tive, foram os pequenos e bons momentos de grande felicidade, foram os sonhos que criámos juntos, a vida que imaginámos ter, foram as pequenas acções que te tornaram tão tu, tão único, que me fizeram amar-te e querer amar-te como se não houvesse amanhã. Não foram vinte e nove meses, foi o melhor da minha vida, o melhor do mundo que tive, não há ninguém que oiça como tu, que me faça feliz como tu, que me faça sentir tão eu como tu, não há, e eu não trocaria por ninguém, eu passaria o resto dos meus dias a teu lado, eu viveria a teu lado todos os dias se assim pudesse ser, eu imaginei isso tudo a teu lado, e eu sei que tu também, não foram 29 meses, foi uma vida cheia de cor, foi a alegria sem ser explicada, foi o melhor que tive e perdi.
Agora só espero que me perdoes, que voltes, que acredites, que não desistas, que te lembres do sorriso que tínhamos, dos momentos que passámos, de tudo o que vivemos juntos. Agora só te peço que ainda acredites que tudo possa resultar, que temos ainda uma vida pela frente, pela felicidade inexplicável, pelo amor que temos um pelo outro, meu amor só te peço que te relembres de nós.
passou mais um dia do pai, e mais uma vez venho tarde, mas sabes que não e eu sei que tu sabes que não, desejo-te todos os dias um bom dia, e claro o dia do pai não iria ser diferente. sabes que bem queria o teu abraço, o quente dos teus braços, precisava daquela força, daquele sorriso, daquele teu bem estar, sei que sabes que sinto saudades, que gostaria tanto de te agarrar com tanta força e nunca mais deixaria ir, sabes e eu sei que sabes. sei também que sabes que precisava da tua força, que tem sido tão difícil, que tem doído tanto, que por vezes só as lágrimas correm e nada mais posso fazer, sei que sabes que me sinto sozinha, que nunca na vida me senti tão só, e nunca pensei que a solidão doesse tanto, ás vezes pensava que era melhor estar sozinha, mas é horrível, dói tanto não ter com quem falar, com quem desabafar, dói tanto pai. e agora venho desabafar contigo, mas já o faço tantas vezes, mas sinto a falta de um carinho, sinto a falta de um amigo que se importe, sinto falta. mas por agora nada poderei fazer.
tenho tantas saudades tuas meu pai, meu herói! tenho tantas saudades tuas.

Não sei ao certo como começar, quais as palavras indicadas, não sei por onde começar, o agora talvez não seja a melhor altura mas é sobre o agora que preciso de falar.
Acreditei que fosse mais um, que o mês começasse de maneira diferente, o ínico do mês seria sempre um motivo de felicidade, não foi o mesmo este mês, não começou como os outros. O primeiro dia do mês começou como se tudo tivesse acabado.
Não melhorou apenas piorou, cada hora, cada segundo, apenas piorou. A dor não desapaceu, ele poderá ter pensado nisso, que apenas tinha acabado, a dor, o amor, tudo junto. Não se esquecem dois anos assim do nada quando esses dois anos foram os melhores da minha vida, quando esses dois anos nao eram uma coisa de tempo mas sim de felicidade, de bons momentos, dois anos não se apagam quando se ama, se era isso que ele queria descobrir aqui deixo, não, não deixei de amar, não deixei de sofrer.
Mas tu querias isso para o resto da tua vida, que a dor fosse uma amiga que estaria la sempre para agarrar, a dor estaría lá. Estás melhor sem mim, digo e volto a dizer, também te disse que não te queria ver, parte-se-me sempre o o coração sempre que te vejo com essa cara, solidão, dor, o único que agora vejo em ti, talvez o faça por mim, mas não farei por ti, virei a cara, com voz trémula repeti "não te quero ver mais", sabendo que nao era a verdade, que não era mesmo o que queria, mas quero , quero seguir, quero poder voltar a ver o teu sorriso mesmo que não seja eu a faze-lo, só quero esquecer, só quero que esqueças. Só quero que esqueças daquelas boas manhãs acordadas a teu lado, do quente do nosso corpo junto, só quero que esqueças aquelas boas noites de filmes, aqueles dias entediantes em casa, só quero que esqueça aquela felicidade quando fomos morar juntos, uma casa pequena, demasiado pequena, o nosso amor era maior que qualquer casa, e aquela extrambordava, só quero que esqueças aquela brisa de verão que completava as nossas tardes, só quero que esqueças aquelas mesas de piquenique que nos fizeram tantas vezes companhia, só quero que esqueças o amor que recebias do meu beijo, quero que esqueças o apoio que tinha para dar, agora eu só quero que simplesmente esqueças, esqueças aquele sorriso que fizeste existir e fazias tão bem isso, agora só quero que esqueças aquele prazer de me entregar a ti por completo, agora só quero que esqueças aquela felicidade interminável, aquela felicidade que tive contigo.
Mas eu desisto, talvez por fraqueza, por desastre, por não ser a melhor pessoa a faze-lo, eu desisto. pelas lágrimas derramadas, pela dor que não acaba, eu desisto, de ti, da tua maneira de me fazer feliz, desisto do teu lindo sorriso porque me mata ver a tua tristeza. Desisto do teu amor, aquilo que me fez o meu sonho realidade, desisto da felicidade que me deste.