a saudade.





Hoje apenas sinto saudades do tempo que passou, hoje apenas sinto a dor de não te ter junto ao meu corpo, sinto que não seja apenas a distancia que nos separa,  para além da verdadeira distancia criamos algo que nos consegue separar mais ainda. Acredita que esta distancia corrompe-me  o coração, perdi o meu chão, o meu ponto de abrigo, o meu encosto, perdi a minha força. É inacreditável como me via sempre sem ti e agora não consigo parar de pensar em tudo o que vivemos, nos teus abraços, na forma como me agarravas, os teus beijos, da maneira que me sentia protegiada ao dar-te a mão, dos simples e felizes momentos. “sabes, mesmo só te vendo como um amigo quero que saibas que não te vejo como um amigo qualquer ; não um pouco importante; não passageiro; não amigo grande, mas GRANDE AMIGO!” és o meu melhor amigo, e tu sabes disso melhor que ninguém.
e como dizem o amor não se procura, encontra-se eu encontrei em ti e deixei-o ir, abri-lhe as mãos para ser livre, deixei-o ir embora. Eu tento esquecer, mas recordo-me de cada momento feliz a teu lado, do teu sorriso, das simples mas complexas palavras repetidas que me dizias, “cada palavra, cada gesto teu, cada sorriso, cada olhar. Eu não vou esquecer.”
"
A casa da saudade chama-se memória: é uma cabana pequenina a um canto do coração."

4 comentários: