the end.


Não foi um erro, foi uma escolha, afinal as tuas atitudes só mostram aquilo que realmente és.
Não magoas mais, já magoaste o suficiente até hoje, já chega, já chega de sofrer por alguém que passamos a vida a tentar ver se está bem enquanto na verdade essa se esta a fod*r  se estamos bem ou não, que não se importa com as lágrimas derramadas nem com o sofrimento que permanece. Chega realmente chega, a dor um dia acaba, com o tempo ela passa o tempo tudo leva apenas traz a saudade de tudo o que um dia me fez sorrir, não posso mentir, tu foste das pessoas que mais me fez sorrir, fizeste-me apaixonar de maneira única, mas deste tudo a perder. Perdoei-te vezes sem conta, perdoei os teus erros, sei que também cometi os meus, não tão graves mas admito, não escondo, errar é humano, perdoar também, errar duas vezes pelo mesmo erro é opção, foi a tua escolha, não te posso impedir, nem te pedir que voltes, não posso. Por muito que doa, por muito que as lágrimas pareçam infinitas, por muito que o choro já sufoque, por muito que te ame, e esse sentimento seja inexplicável, seja completamente diferente de tudo, seja lindo, por muito que esse seja doloroso, não posso voltar, não posso voltar a fechar os olhos como se nada fosse, não posso voltar a abraçar-te e sorrir como se não tivesse acontecido nada, não posso, não posso simplesmente fingir estar bem como se fosse apenas um simples pesadelo, isto é a m*rda da realidade.
eu lutei, eu sorri, eu brinquei, eu pulei, eu amei, eu desisti, eu fugi, eu chorei, eu gritei, eu cresci, eu vivi, eu aprendi, EU AMEI. Lutei tantas vezes por algo que chamava de “nosso” por algo que aos meus olhos era único, algo que aos meus olhos era diferente, era lindo, era nosso, pois era nosso. Enquanto eu lutei por isso que fizeste tu? Eu simplesmente iludi-me nas tuas palavras, julgava serem verdade e afinal, tudo acabou.
Mesmo que o sentimento permaneça, tudo mudou, tudo acabou. 


in the end 

1 comentário: